terça-feira, 11 de agosto de 2015

Hoje eu resolvi sair de vestido

Lavei minha calça de trabalhar ontem e ela não secou, mas eu sabia disso. Na verdade, eu já havia lavado no domingo, mas saí por aí com cheiro de cachorro molhado (desculpa, dogs, mas vocês molhados..), então resolvi lavar de novo e hoje, em plena terça linda, estava sem a minha única amada calça.

Então eu resolvi que ia trabalhar de vestido, mas aqui paramos para explicar alguns pontos. Eu não gosto de chamar atenção e talvez por isso hesite em vestir algo diferente, fazer um penteado diferente.. Porque chamar a atenção para algo em mim sempre pareceu errado, porque eu via as pessoas tendo reações das mais diversas e eu sempre tive medo disso. Mas hoje eu resolvi sair de vestido e eu normalmente só uso calça, logo, chamaria a atenção, mesmo não querendo. Chamaria a atenção não por eu querer, mas por as pessoas não saberem lidar muito bem com isso e aqui é onde tudo se desenrola.

Até então eu pensei em ir apenas com meu vestido, mas aí eu lembrei que "deveria" colocar um blazer, e ah, precisava ser aquele mais comprido, sabe? Depois decidi que meias-calças (é assim que se escreve?) me deixaria "menos chamativa". Veja bem, eu sou estagiária do departamento de Reservas em um hotel, preciso trabalhar de social ou quase isso. O vestido que usei eu ganhei da minha avó, dou uma dica: Ela não é adepta de nada dois dedos acima do joelho. Coisa dela e a gente nada tem a ver com isso.

A questão é que eu fiquei incomodada. Incomodada com os olhares e até comentários, uns eram de pessoas do meu convívio (e eu até fico feliz, pois diziam respeito a minha mudança, não ao meu corpo), outros de completos estranhos. E ali eu me senti como tantas outras que trocam de roupa dez vezes porque não querem chamar a atenção para si. Tantas que se sentem mal por comentários que ouvem na rua, até mesmo agressivos (se é que todos não devem ser classificados como agressivos).

Quando olho para trás e lembro de sempre usar camisetas enormes para desviar qualquer atenção que fosse dada a mim, shorts só eram dignos de ser usados se não ultrapassassem o joelho, em relação a cima. Tudo por receio dos comentários, dos olhares, por puro medo.. Medo por não poder escolher o que vestir apenas por querer, mas ter que avaliar o que era mais básico e comum.

E eu me pergunto: será que algum homem resolveu sair de casa hoje com camiseta de manga curta e shorts curto e se sentiu assim? Incomodado, quando na verdade ele só estava querendo "mudar"?

É. Acho que não.

-

*Visitem a Dani, ela também está participando lindamente do BEDA! <3
* Se eu falei alguma besteira, me corrijam, haha.



2 comentários:

  1. Isso me desgraça da cabeça e eu sinto muita raiva.
    Que mulher nunca mudou de roupa porque o ambiente em que ia frequentar tinha homem de mais? Mudou de roupa pra evitar olhar, evitar comentário?
    Todas as meninas e mulheres que eu conheço já passaram por alguma situação constrangedora por causa dessas coisas. Exceto que não é por causa da roupa. Não tem nada a ver com a roupa. E não somos nós as erradas. Não é nossa culpa.
    Ainda assim, quem tem que pensar nisso somos nós.
    E é uma preocupação a mais pra todas nós.
    Que. Ódio.
    Força.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Pois é, e enquanto pessoas acharem isso normal por sermos "homens", nada altera.
    Meu amor, quero que use a roupa que quiser usar e a que te fizer bem, o que os outros pensam não interessa e se passarem dos limites tem que ser confrontado, chega de achar "normal" essa invasão de privacidade.

    O gosto é seu, a roupa é sua, seu corpo é seu, meu coração também é.

    <3

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...