sexta-feira, 1 de julho de 2011

Resenha #Filme


Título original: (Macunaíma)
Lançamento: 1969 (Brasil)
Direção: Joaquim Pedro de Andrade
Atores: Grande Otelo, Paulo José, Dina Sfat, Milton Gonçalves.
Duração: 108 min
Gênero: Comédia

Sinopse: 


Macunaíma é um herói preguiçoso, safado e sem nenhum caráter. Ele nasceu na selva e de preto, virou branco. Depois de adulto, deixa o sertão em companhia dos irmãos. Macunaíma vive várias aventuras na cidade, conhecendo e amando guerrilheiras e prostitutas, enfrentando vilões milionários, policiais, personagens de todos os tipos.



O filme "Macunaíma" do diretor Joaquim Pedro de Andrade,de 1967,baseado na obra homônima de Mário de Andrade,transmite de forma irônica e engraçada,o cotidiano do brasileiro,seus costumes e a miscigenação existente na nossa história.
"Macunaíma" fala sobre as origens do Brasil,é baseado na obra do autor Mário de Andrade,que aborda temas de mitologia indígena e visões folclóricas da Amazônia e do resto do país. O filme provoca espontaneidade nos telespectadores,retratando a vida de Macunaíma,um negro que já nasce grande e só começa a falar aos seis anos de idade,assim,o autor quer relatar a preguiça,algo que "assola" o brasileiro.
Mário de Andrade,em relação à seu livro "Macunaíma",chegou a dizer que não pretendia criar um personagem que representasse os brasileiros,porém,percebeu inúmeras semelhanças,tais como a preguiça,a mentira,a covardia,etc,e decidiu que Macunaíma poderia sim,ser o "representante" dos brasileiros [ei,nem todos,há suas exceções :) Todo mundo sabe que existe muito brasileiro trabalhador por aí,eu,particularmente,não "fui com a cara" do Macunaíma,seilá :X]. O filme se "desenrola" com Macunaíma saindo da mata onde vive com a família e se dirigindo à cidade,com seus dois irmãos,um negro e outro branco,significando a miscigenação existente no Brasil.
Macunaíma é uma pessoa totalmente sem caráter,pois,em tudo o que faz,há "segundas intenções". Ele não pode ser,de maneira alguma,comparado a alguém honesto. Em uma grande parte do filme,contém cenas de sexo,talvez as únicas que interessam a alguns telespectadores [nada contra,mas no filme,é tudo "livreee",ele só faz isso,no filme inteiro gente :O]. O sexo livre,tem se tornado tão banal,que as pessoas comentam e praticam sem pudor.
Hoje em dia,a sociedade tem se preocupado apenas com a aparência,priorizando o "ter" ao invés do "ser". Há um momento no filme,em que,através de uma fonte de água,Macunaíma se torna branco,mostrando assim,o ser humano que vive descontente,tanto com sua etnia,como sua classe social,por exemplo.
Concluo que,Macunaíma,nada mais é do que a representação do brasileiro despido de qualquer máscara.


-

Resenha feita pra escola,percebe-se pela formalidade,né? :P
Espero que gostem,mesmo que eu não tenha tido uma "boa impressão" do filme,mas ele é interessante,aborda vários assuntos,e não só o bendito Macunaíma kkk
(pronto Tia,ta aí hihi)

               beiijinhos :-*

Um comentário:

  1. O mais interessante é que esse livro fez parte das iniciativas do governo de criar uma identidade brasileira. Coisas da semana de arte moderna!!! //Elizabete Moraes

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...