quarta-feira, 8 de maio de 2013

Texto de uma saudosista


1. Saudosismo
Aquela pessoa que sempre sente saudades do passado. 


(Via Dicionário Informal) 



Ultimamente ando sentindo saudade de (quase) tudo. Saudade da mamãe que está longe e do irmão mala. Saudade da vó brigando com a gente mas também nos amando muito <3. Saudade do namorado que também está longe.

Saudade de quando eu estava na primeira série ( que hoje já é segundo ano) e não reclamava de acordar cedo, mas só de não ter o que fazer depois do almoço. Saudade de brincar de escolinha e me imaginar dando aula para as crianças. Saudade de brincar e falar sozinha, inventando meus personagens. 
Saudade de dormir junto com a mãe. Saudade de dormir no sofá e acordar na cama. 

Saudade das amizades de infância, que infelizmente hoje muitos não me reconhecem mais. Saudade do que as pessoas eram, da ingenuidade e pureza de quando se é criança. Saudade das conversas, dos abraços, dos sorrisos.

Saudade de comer pastel na feira sem se preocupar com a balança, não que hoje em dia eu me preocupe. Saudade de sair sem maquiagem, com o cabelo armado, de chinelo e pijama pra ir comprar pão na esquina. Saudade de jogar vídeo game  com o irmão e não aceitar perder, além de ter que virá-lo (o vídeo game  claro) de baixo para cima pra pegar.

Saudade de pessoas que eu nunca mais verei. Saudades de momentos que eu nunca mais viverei. Saudades..

Mas afinal, do que é feita a saudade? Nunca consigo classificá-la em boa ou ruim. É uma mistura de sentimentos, de momentos, de pessoas.. Ás vezes, eu mesma me pego odiando a saudade, sendo que ela não é a culpada por eu ter crescido ou estar longe de algumas pessoas. A saudade é consequência. Consequência de alguém que partiu, seja da minha vida ou para o céu. É a consequência de eu estar longe das pessoas que amo. Ela apenas é o nome dado à falta de algo ou alguém em nossas vidas.


Em 2009, estudos e experiências de separação em animais e humanos exibiram resultados que "indicam uma ligação específica entre separação e aumento do cortisol" e sugerem a possibilidade de desenvolver-se uma droga que promova o bloqueio do hormônio causador da saudade e ajude as pessoas durante a separação ou ausência do objeto de amor.
(Via Wikipédia)

Eu não quero uma droga que me impeça de sentir saudade. Mesmo que essa doa, saudade quer dizer que um dia foi bom, então, para que eu gostaria de esquecer algo que em algum momento da minha vida, seja qual for, me fez bem? Ou talvez eu apenas esteja ficando louca..
Mas saudade é o que mais tenho sentido agora.



Um comentário:

  1. Amei essa postagem, Raula! :D
    Especialmente porque participo do seu dia-a-dia e sempre você deixa escapar que está com saudades de alguém, de algum momento do passado. E isso não acontece só com você, acontece com todos. Às vezes a gente nem percebe que está sentindo saudades, mas está.
    Eu mesma sinto muitas saudades da minha infância, de quando ninguém me julgava por nada, porque eu era apenas uma criança. E claro, me identifiquei muito com a postagem, porque sinto muita saudades, de muitas coisas! >w<
    E acho que não dá pra gente classificar saudades como 'boa' ou 'ruim', porque depende muito do que você sente saudades. Tipo, eu sinto saudades da minha bisavó e ela morreu em 2005. Eu me sinto um pouco triste quando penso nisso, mas ao mesmo tempo eu sinto saudades da Itália, que foi um dos lugares que mais gostei de conhecer, mas é uma saudade gostosa. Eu abro um sorriso toda vez que penso na Itália e a saudade que eu sinto dos lugares que visitei só me fazem querer visitar esses lugares de novo! :D
    E essa da droga que nos impede de sentir saudades foi novidade pra mim! Aposto que tem gente que é louca pra usar, mas eu não vejo o porquê, compartilho das mesmas opiniões que você! *-*
    Bom, vou parar por aqui, porque esse comentário já está muito grande, haha. Não preciso nem dizer que gostei da postagem, né?

    Beijos, minha linda! <3

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...